Esperança da Costa destaca impacto social da Comunidade Sustentável do Camizungo

A Vice-Presidente da República, Esperança da Costa, destacou esta sexta-feira [20.01.2023] o impacto social do projecto “Comunidade Sustentável do Camizungo”, sobretudo para as comunidades mais vulneráveis.

“É um projecto que tem varias valências e baixo custo, não onera o Estado e tem um impacto muito positivo, sobretudo nas comunidades mais vulneráveis. Retira a precariedade e insere mais jovens a nível do empreendedorismo, para gerar mais renda, desenvolver negócios e inserir jovens no mercado de trabalho. É muito bom”, disse Esperança da Costa no final de uma visita aquele projecto.

Em declarações à Imprensa, a Vice-Presidente destacou a oportunidade de visitar a comunidade, que está em desenvolvimento e alberga mais de 800 famílias, onde pode visitar várias infraestruturas sociais e residências que são edificadas exactamente com a participação directa da comunidade.

Esperança da Costa sublinhou o facto de os habitantes locais estarem sensibilizados daquilo que é a sua missão, a necessidade da sua contribuição, e de conseguirem, com recurso a materiais maioritariamente local, edificar a comunidade sustentável do Camizungo.

“Vimos as salas e zonas de educação, onde através dos departamentos ministeriais foi possível direccionar algum apoio para melhorar a aprendizagem e o processo docente educativo. Temos o posto médico, que também foi melhorado para poder receber os doentes e ter um atendimento mais humano e digno a essa população. O centro técnico profissional também está muito bem equipado, e direccionado sobretudo para a nossa juventude, para mais formação, de modo que consigam ganhar mais habilidade e competências, e ter maiores e melhores probabilidades de inserção no mercado de trabalho”, referiu.

A Vice-Presidente, que sublinhou ainda o “grato prazer” de ver uma área de produção agrícola, ainda diminuta, mas que já produz alguns produtos que satisfazem a necessidade da população, anunciou a introdução no empreendimento da componente da proteína animal, sobretudo produção piscícola, para melhorar a dieta alimentar e nutricional da comunidade.

Comunidade que, acrescentou Esperança da Costa, “pode no futuro ser um bom exemplo de comunidades resilientes, sustentáveis e de desenvolvimento inclusivo, onde cada habitante está sensibilizado que tem de fazer a sua parte e participar na edificação da própria comunidade”.

A Vice-Presidente da República defende que Departamentos Ministeriais e a Administração Local façam o seguimento evolutivo do projecto, para que de facto possa ser fortalecido, reforçado, e consiga ser um modelo a ser amplificado em outras regiões consoante a necessidade.

Previous Dia da Força Aérea Nacional

Governo

Newsletter

Preencha o formulário abaixo e subscreva a nossa Newsletter.

Copyright ©️ 2022 Órgãos de Apoio ao Vice-Presidente da República (OAVPR) | Todos os direitos reservados