Notícias

Vice-Presidente lamenta partida “inesperada e prematura” de Dom Benedito

O Vice-Presidente da República lamentou a morte de Dom Benedito Roberto, Arcebispo de Malanje, considerando-o “acima de tudo um homem de bem”.

Numa mensagem de condolências a familiares e à Igreja Católica, Bornito de Sousa dirigiu “profundos sentimentos de pesar”, pela forma “inesperada e prematura”, com que morreu Dom Benedito, deixando “consternados os familiares, a Igreja Católica e os muitos fiéis angolanos, de quem foi servidor devoto e dedicado”.

Dom Benedito Roberto faleceu no domingo, 08 de Novembro, aos 74 anos de idade, vítima de doença. O bispo da Igreja Católica havia dado entrada no Hospital Regional de Malanje, às 23 horas, onde viria a falecer.

Dom Benedito Roberto nasceu no dia 5 de Novembro de 1946, no Município do Mussende, província do Cuanza sul, chegou à cidade de Malanje em 2012 como Bispo e no mesmo ano foi ordenado Arcebispo.

Iniciou os seus estudos na Missão Católica de Chiengue. Em 1967 foi admitido no Noviciado da Congregação do Espírito Santo em Braga, Portugal, realizando os seus estudos secundários. Entre 1977 e 1981, graduou-se em Filosofia e Teologia no Seminário Maior de Cristo Rei de Huambo. Foi ordenado padre em 18 de Outubro de 1981.

No dia 30 de Dezembro de 1995 foi nomeado Bispo de Novo Redondo e foi consagrado Bispo em 25 de Fevereiro de 1996, pelo Arcebispo Félix del Blanco Prieto, Núncio Apostólico em Angola, coadjuvado por Zacarias Kamwenho, Arcebispo-coadjutor de Lubango e por Abílio Rodas de Sousa Ribas, Bispo de São Tomé e Príncipe.

O Papa Bento XVI elevou-o como novo Arcebispo de Malanje em 19 de maio de 2012. Deu entrada na Sé em 21 de Agosto, com uma missa assistida pelo núncio apostólico, Dom Novatus Rugambwa, de quem recebeu o palio na solenidade pelo Cardeal Dom Alexandre do Nascimento.

 

Copyright ©️ 2020 MwangoBrain | Todos os direitos reservados