Notícias

Vice-Presidente defende redução do número de crianças fora do sistema de ensino

O Vice-Presidente da República afirmou na noite desta terça-feira [7.11. 2021], que apesar de Angola ser um dos países mais bem servidos  em termos  de  legislação protectora  dos  direitos da  criança, é necessário mais acção para reduzir  a zero o número de crianças fora do sistema de ensino.

Bornito de Sousa,  que discursava na cerimónia comemorativa dos 75 anos da fundação do Fundo  das  Nações  Unidas  para a Infância (UNICEF), também defendeu a implementação de um  amplo  programa  de inclusão  digital  desde a tenra idade, para evitar que  mais jovens  sejam excluídos  do mercado  de trabalho,  cada  vez mais tecnológico e global.

O Vice-Presidente da República defendeu mais  acções, entre outras, para a redução dos casos de gravidez precoce  ou  de  crianças em  conflito  com  a lei, da violência  contra  as  crianças, acusações  de  feitiçaria  e abusos  contra  menores,  que, sublinhou, estão a  atingir  números  preocupantes.

Bornito de Sousa saudou a  iniciativa do  Executivo angolano de lançar  a  linha telefónica “15015 SOS Criança”, para  denúncias  de  casos  de perigo ou de violência contra crianças  ou,  mesmo, de crianças  na rua, apelando  à  solidariedade,  ao  voluntariado  social  e  ao envolvimento  de  toda  a sociedade nesta causa.~

O Vice-Presidente da República enalteceu as  acções  do UNICEF a  favor  da  criança em mais  190  países  e  territórios  no  mundo inteiro, incluindo Angola, e iniciativas destinadas à  valorização  das  crianças  com necessidades  especiais, portadoras  de  deficiência, autistas e sobredotadas,  como as desenvolvidas  pela primeira-dama  da  República,   Ana Dias  Lourenço.

Além do Vice-Presidente da República, participaram na cerimónia o representante do UNICEF  em  Angola Ivan Yerovi, a Coordenadora  Residente  das Nações Unidas no país,  Zahira  Virani, membros do Executivo angolano, representantes  das Agências  das Nações  Unidas, do corpo diplomático acreditado em Angola e da sociedade civil.

FONTE: ANGOP

Copyright ©️ 2021 Órgãos de Apoio ao Vice-Presidente da República (OAVPR) | Todos os direitos reservados