Notícias

Vice-Presidente defende a valorização de locais de valor histórico-cultural e turístico de Luanda

O vice-presidente da República, Bornito de Sousa, defendeu esta quinta-feira [21.10.2021] a promoção e conservação dos locais emblemáticos da cidade de Luanda, visando o desenvolvimento do turismo e da economia do país.

Em declarações à imprensa, no termo de uma visita a vários lugares de interesse turístico e cultural localizados no Distrito Urbano da Ingombota, Município de Luanda, o também coordenador da Comissão Nacional Multissectorial para a Salvaguarda do Património Cultural Mundial defendeu a valorização e conservação dos locais emblemáticos, numa perspectiva de se definir um roteiro turístico multidisciplinar, explorando produtos culturais distintos e elementos endémicos da flora e da fauna.

Acompanhado da Governadora da Província de Luanda, Ana Paula de Carvalho, e do Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, o Vice-Presidente visitou o Salão Internacional de Exposições do Museu de História Natural, o mural dos músicos, no Projecto Baía (Ilha de Luanda), as sedes da Associação dos Naturais e Amigos da Ilha de Luanda “Anazanga” e do grupo carnavalesco União Mundo da Ilha, um dos expoentes do Carnaval de Luanda.

Relativamente à floresta da Ilha de Luanda, considerou fundamental a sua conservação, por ser útil para a oxigenação do ambiente, a nidificação (construção de ninhos) e a pernoita de aves, congratulando-se com a existência de projectos em negociação, por via dos quais se deverá recuperar aquele que foi durante décadas uma referência no turismo ecológico em Luanda.

Neste sentido, lembrou que o Presidente da República, João Lourenço, em entrevista ao Financial Times, defendeu o descolar da economia baseada no petróleo, para uma apoiada na agricultura e no turismo.

No quadro da jornada de campo ao Distrito Urbano da Ingombota, Bornito de Sousa visitou a Fundação de Arte e Cultura, dedicada à inserção social de crianças vulneráveis. Ali, o Vice-Presidente da República tomou contacto com diferentes histórias únicas de crianças e de mulheres que aprendem artes e ofícios, muitas delas como forma de reinserção económica e social.

Após breve passagem pela Rua dos Mercadores, na baixa de Luanda, o Vice-presidente da República foi ao Memorial Dr. António Agostinho Neto, onde tomou contacto com a exposição “Henrique Abrantes – um traço angolano”, uma iniciativa do instituto alemão Goethe em homenagem ao escritor e antropólogo Henrique Abranches, o “Homem dos Sete Talentos”, segundo Pepetela.

Copyright ©️ 2021 Órgãos de Apoio ao Vice-Presidente da República (OAVPR) | Todos os direitos reservados