Notícias

“Só um ensino de excelência produz engenheiros de qualidade” – Bornito de Sousa 

Ao discursar durante a sessão de abertura do I Encontro Nacional sobre o Ensino da Engenharia em Angola, o Vice-Presidente da República defendeu um sistema de educação de excelência para que possa haver engenheiros em número e em qualidade suficiente para responder às necessidades de soluções para os inúmeros desafios do país. 

“Ter engenheiros altamente qualificados exige um sistema de Educação e Ensino de Excelência”, frisou Bornito de Sousa, destacando o papel do professor como figura central de qualquer sistema de educação e ensino.

Para o Vice-Presidente, o sistema de ensino deve privilegiar a formação tecnológica e profissionalizante, a empregabilidade das formações e ser capaz de gerar especialistas que produzam obras duradouras e de qualidade, em vez das ditas ‘obras de esferovite’”. 

Com vista a conferir maior qualidade e fiabilidade às obras realizadas no nosso país, o Vice-Presidente da República defendeu a necessidade de processos de formação que combinem “evolução e modernidade com os valores positivos da cultura e tradição ancestrais angolanos”, e que estimule a cooperação entre as Universidades e Institutos Nacionais com as melhores Universidades do mundo, bem como com as Empresas nacionais, os Governos Locais, as Instituições de formação técnico-profissional e as ordens profissionais, como a Ordem dos Engenheiros de Angola.

O Vice-Presidente da República referiu-se ao facto de alguns instrumentos de planeamento e gestão de recursos humanos nacionais como o Plano Nacional de Formação de Quadros, parte da Estratégia Nacional de Formação de Quadros, já apontarem para um Sistema estruturado desde a Educação Pré-Escolar até à Universidade num formato STEMMEAA (Science, Technology, Engeneering, Mathematics, Medical Sciences, English, Agro-Sciences and Arts), colocando de um lado as Ciências Exactas e Tecnologias, e por outro as Ciências Sociais.

O Encontro sobre o Ensino da Engenharia em Angola é uma realização do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, em parceria com vários organismos nacionais e internacionais, e tem como objectivos a partilha de experiências sobre o ensino da engenharia para as diferentes realidades académicas do país, a análise crítica e positiva sobre as características do ensino da engenharia e da formação de engenheiros em Angola, bem como o papel destes profissionais no desenvolvimento sustentável da sociedade angolana.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright ©️ 2020 MwangoBrain | Todos os direitos reservados