Notícias

Primeiras-damas de Angola e de Cabo Verde plantam mangues durante visita à zona dos mangais do Tapo

A Primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço e de Cabo Verde, Débora Katiza Carvalho, efectuaram, esta terça-feira [11.01.2022] uma visita à zona dos mangais da comunidade do Tapo, no Saco dos Flamingos, Ramiros, munícipio de Belas, Luanda.

No local, considerado quartel-general da Associação Ambiental OTCHIVA, as Primeiras-damas plantaram mangues depois de terem sido informadas pormenorizadamente sobre o funcionamento do projecto de protecção, conservação e restauração dos mangais em Angola, e deslocaram-se, em seguida, à floresta, onde divisaram Flamingos, Pelicanos e outras espécies marinhas.

Ainda no local, tomaram contacto com as comunidades locais de pescadores que têm nos mangais a fonte de subsistência.

Com o fito de assegurar às Primeiras Damas de Angola e Cabo Verde uma melhor compreensão de toda a trajectória de defesa destes ecossistemas em Angola, Fernanda Renée da OTCHIVA exibiu um vídeo sobre o percurso da associação, cujo ponto de partida se deu no Lobito com a plantação de dezenas de mangues e encontrou o seu ponto alto no alcance da meta de plantação de um milhão de mangues em toda a costa de Angola, e ainda na criação do Projecto Sonangol Carbono Azul, em implementação no Saco dos Flamingos.

O Projecto Carbono Azul é o primeiro do género sobre Créditos de Carbono, em Angola, cujos resultados dependem dos mangais. O projecto está a ser implementado no âmbito da Estratégia de combate às Alterações Climáticas, dado que as florestas de mangais sequestram mais Dióxido de Carbono do que qualquer outra floresta.

Copyright ©️ 2021 Órgãos de Apoio ao Vice-Presidente da República (OAVPR) | Todos os direitos reservados