Notícias

Dia Mundial de Combate ao Cancro

Assinala-se esta quinta-feira [08.04.2021], o Dia Mundial de Combate ao Cancro, como forma de consciencializar a população mundial sobre os cuidados a adoptar para a prevenção da doença, alertando para necessidade de se evitar o diagnóstico no estágio final da doença e tratamentos de baixa qualidade.

Instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a data visa chamar a atenção dos Estados membros para a necessidade de reforçarem os níveis de atendimento à doença e a elevarem os níveis de sensibilização das pessoas, no sentido de adoptarem comportamentos que os conduzam ao diagnóstico precoce do cancro, também conhecido por neoplasia, cujas causas do seu surgimento passam pelo ambiente, costume ou hábitos que o indivíduo possui – até factores internos, como características geneticamente predeterminadas.

Novos dados da OMS indicam que o número de pessoas com diagnóstico de cancro chegou a 19,3 milhões em 2020, altura em que cerca de 10 milhões de pessoas morreram, vítimas da doença. Os números indicam que o cancro é já a segunda principal causa de morte no mundo, com 90% do número global de vítimas fatais em países de baixa e média rendas.

Actualmente, uma em cada cinco pessoas em todo o mundo desenvolve cancro durante a vida, sendo que um em cada oito homens e uma em cada 11 mulheres morrem de cancro da mama, que é hoje a forma mais comum, afectando cerca de 11,7% dos novos casos, seguido pelo cancro de pulmão, 11,4%, colo retal, 10%, e próstata, 7,3%. O cancro de mama ultrapassou o de pulmão como a forma mais comum da doença, com cerca de 2,3 milhões de novos casos em 2020.

A situação actual é crítica, mas as previsões são muito mais dramáticas. Dados apontam para um aumento da incidência da doença nos próximos anos, com o número de novos casos em 2040, sendo 47% maior do que em 2020, o que terá implicações económicas, também dramáticas que as actuais.

O cancro também é uma das principais causas de morte de crianças e adolescentes, com cerca de 400 mil crianças diagnosticadas a cada ano. Só em 2020, o Instituto Angolano de Controlo do Cancro registou um total de 198 novos casos de tumor maligno.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright ©️ 2020 MwangoBrain | Todos os direitos reservados