Notícias

Dia Mundial da Higiene das Mãos
Assinala-se esta quarta-feira [5.05.2020], o Dia Mundial da Higiene das Mãos, como forma de apelar as sociedades, comunidades e famílias a cultivarem este pequeno gesto que acaba por fazer a diferença e até salvar vidas, numa altura em que o mundo é assolado pela pandemia da Covid-19.
Instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a data faz lembrar a todos sobre a importância de lavar as mãos com sabão, simples e rápido acto que pode reduzir a incidência da diarreia em cerca de 40 por cento, e as infecções respiratórias até cerca de 25 por cento.
A cada dia 5 de Maio, se renova o apelo para promover esta prática simples e eficaz na prevenção e controlo da disseminação de infecções, que quando tornada acessível e rotina de vida de cada pessoa, famílias, e instituições como escolas, hospitais e centros de saúde, pode salvar vidas.
A propósito da data, no ano passado, a Directora Regional da OMS para a África, Matshidiso Moeti, exortou os governos, os parceiros do sector privado, os inovadores, os cientistas e as comunidades a investirem no acesso à água destinada às unidades de saúde e às famílias, alertando para o facto de a Covid-19 estar a revelar desigualdades no acesso a serviços básicos, com realce para o deficiente acesso  à água nas comunidades mais vulneráveis.
Dados indicam que a nível global, 1.1 milhões de crianças menores de cinco anos morrem todos os anos, na ordem de três mil crianças por dia, como consequência da diarreia, que tal como a gripe, mononucleose, norovírus, infecções estomacais, conjuntivite, dores de garganta e as infecções hospitalares, podem ser prevenidas com o simples gesto de lavar das mãos.

Em Angola, de acordo com os dados do Inquérito de Bem Estar da População ( IBEP 2009 ) e o Inquérito de Indicadores Múltiplos e de Saúde (IIMS 2015-2016), apenas 36% da população praticou a  acção de lavagem das mãos em momentos críticos e a agravar o quadro está o facto de haver insuficiência no fornecimento de água potável, o que segundo ainda as estatísticas nacionais, a cada ano, as doenças diarreicas e insuficiências respiratórias são responsáveis por 18 e 16%, respectivamente de mortes de crianças menores de cinco anos.

Copyright ©️ 2021 Órgãos de Apoio ao Vice-Presidente da República (OAVPR) | Todos os direitos reservados