Notícias

Bornito de Sousa destaca dimensão mundial de Kenneth Kaunda

O Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, enalteceu esta sexta-feira [02.07.2021], em Luzaka, o impacto da obra feita de Kenneth David Kaunda, o primeiro Presidente Zambiano.

“Não é segredo para ninguém que os feitos do Presidente Kaunda ultrapassam as fronteiras desta grande Nação Africana que ele mesmo fundou em 1964”, disse o dirigente angolano, ao intervir, em representação do Presidente da República, João Lourenço, no funeral de Estado organizado pelas autoridades Zambianas, em que participaram, além de eminentes membros da sociedade Zambiana e familiares do malogrado, líderes de vários países africanos, em particular da região austral do continente, e de organizações internacionais, como SADC e União Africana.

Na sua intervenção, Bornito de Sousa considerou Kaunda um “eminente lutador pela libertação de África” , começando pelo seu país e culminando com a criação da linha da frente contra o apartheid, hoje que corresponde ao território da actual SADC. “Kaunda tornou-se tão grande, tão grande que existe um pouco dele em Angola, no Botswana, Namíbia, Malawi, Moçambique, África do Sul, Zimbabwe e Tanzânia”, frisou.

O dirigente angolano destacou, por outro lado, a luta desenvolvida pelo estadista zambiano em prol da dignidade e dos direitos civis das comunidades africano-descendentes dos EUA, da Caraíbas, do Brasil e da América Latina, a denominada “Sexta Região da União Africana”.

O Presidente Kenneth David Kaunda faleceu no passado dia 17 de Junho de 2021, em Lusaka, Zâmbia, por doença. O Presidente da República Edgar Chagwa Lungu decretou 21 dias de luto nacional e ordenou que a urna com os restos mortais do malogrado passasse por cada uma das 10 províncias da Zâmbia, para que os zambianos pudessem despedir-se do líder fundador da Nação Zambiana.

Copyright ©️ 2020 MwangoBrain | Todos os direitos reservados